Tuesday, May 23, 2006

"Cuidado que areia está quente! Você vai sem chinelo?"
"Claro que sim. Não tem problema. Não preciso de chinelo não."

Se eu passasse um post inteiro contando como foi lindo o final de semana passado, como tudo deu certo, o lugar para onde fomos era lindo, a viagem transcorreu sem problemas e tivemos grandes momentos, provavelmente quem está lendo morreria de tédio. Bom, pelo menos eu que estou escrevendo morreria de tédio.

Mas não foi só assim. Felizmente.

O fato chave para este post foi uma conversa que eu tive com meu grande amigo Domenico na semana passada.
Ele me escreveu dizendo que tinha achado um site sensacional daquela cerveja Miller.
A idéia do site é em torno de leis que definem o que é ser homem e como deve se dar a interação entre homens.
É mais ou menos uma versão revista e ampliada daquele famoso email de coisas de viado.
Nós percebemos que a esta coisa macha, de fazer parte do grande grupo dos Zeca Bordoada é internacional - parte do imaginário coletivo destas criaturas peludas que gostam de assistir esporte na TV e coçar o saco.
Muitas regras já eram conhecidas, como não tomar jamais drinques coloridos, especialmente quando eles vêm em taças com guarda-chuvinhas ou reparar em como as pessoas estão vestidas.
Mas uma delas me marcou. Era nova e verdadeira.
Um homem, quando descalço na areia da praia, não deve correr jamais. Não importa o quanto a areia esteja quente.

Bom, começando a narrativa do final de semana.
Minha querida Íris, mãe da Di, está aqui conosco há umas duas semanas.
A presença dela tem sido fantástica para a gente - principalmente para a dona fofinha, que não desgruda da vovó.
Quinta-feira passada a Di teve a idéia de irmos para Fujeirah.
Fujeirah é um dos emirados que compõe os Emirados Árabes Unidos. Não é rico como Abu Dhabi e nem badalado como Dubai. Mas como disseram que o lugar tem umas praias interessantes, resolvemos dar uma passeada por lá.
Como Fujeirah fica no Golfo de Omã - do outro lado da Península Arábica - a viagem demora um pouco mais de duas horas.
E para chegar lá temos que cruzar montanhas. Montanhas estranhíssimas, aliás.
São montanhas pontudas e completamente secas. Parece uma paisagem alienígena. Muito diferente de Dubai e Abu Dhabi, onde tudo é plano e cheio de areia.
No caminho paramos em um lugar que chama Friday Market, que mais parecia uma Feira de Acari.
Tem de tudo e é um sucesso.
O que tem mais - e o que deixa a mulherada louca - são os tapetes persas. Lá é possível encontrá-los por uma fração do preço que se encontra em Dubai - que já é uma fração do que se encontra no Brasil.
Para mim todos eles parecem aqueles que você compra no DIC ou no Tapetão. Acho que não nasci para ser decorador.
A minha única participação foi dizendo que não era a hora de comprar. O famoso estraga-prazeres.
Mais montanhas pontudas e secas, alguns vilarejos construídos ao redor de oásis e chagamos a Fujeirah.
O lugar parece uma cidade de veraneio. Um monte de casarões se espalhando por quilômetros de costa. E mais sendo construídos. Parece que a mania de construir é uma coisa disseminada pelo oriente médio.
A cor do mar é inacreditável. Um azul pintado de azul impressionante.
Finalmente chegamos no hotel onde iríamos passar o dia.
É um hotelzinho meia-boca chamado Sandy Beach.
O lugar até que é razoável - se você não comparar com os mastodontes 7 estrelas de Dubai - mas o principal atrativo é a praia.
Ela fica de frente para uma ilhota onde tem um banco de coral. Você pode alugar o material de mergulho e fazer snorkeling lá.
Foi o que fizemos. A fofinha ficou com a vovó na piscina e fomos lá.
Um dos melhores mergulhos da minha vida. Vimos trigger fishes aos montes, peixes multicoloridos, baiacus, lulas, uma tartaruga e para minha surpresa, 2 barracudas.
A barracuda é a versão peixe do personagem do Samuel Jackson em Pulp Fiction.
É o peixe Bad Mother Fucker.
O nosso mergulho foi coroado com o encontro com um tubarinho. O bicho era muito pequeno para ser considerado um tubarão, mas ainda sim merecia respeito.
Foi realmente um dia esplêndido. Mas você deve estar se perguntando o que deu errado. A vida cor de rosa é ótima de se viver mas muito chata de se contar.
Bom, claro que o dia teve o seu momento máximo.
E é aí que a história do site da Miller entra.
O dia estava quente. Muito quente. A areia da praia era fofa e escura. Fomos mergulhar à uma e meia da tarde.
A distância entre o hotel e água do mar era de uns 100 metros.
E é aí que entra o diálogo
"Cuidado que areia está quente! Você vai sem chinelo?"
"Claro que sim. Não tem problema. Não preciso de chinelo não."
Eu, o macho que sou, macho brasileiro padrão internacional, dou conta do recado.
Chinelo para que?
Coloquei meus pés na areia e fui andando como um lorde.
Caramba, essa areia tá quente.
Lembre-se do site!
Caramba, essa areia tá muito quente.
Mantenha a postura, cara!
Caceta, esse negócio tá pegando fogo!
Finja que não é com você, você é um faquir agora.
Faquir o cacete!
Quando me dei por mim estava correndo como uma franga e fazendo cara de menina chorona.
E a droga da areia não acabava. A sensação era de estar correndo em cima de uma daquelas chapas de lanchonete pé sujo, junto com aquele ovo frito e as fatias de bacon.
Corri como uma bailarina os metros que faltavam e mergulhei os pés nas abençoadas águas do golfo de Oman.
Com o orgulho ferido e os pés doloridos me preparei para mergulhar.

Dane-se Miller!!!
Quem mandou ler as coisas na internet e achar que são verdade?

8 comments:

Anonymous said...

oi Gui,
É Debora, esposa do Fernandinho Penteado. Eu sempre leio o seu blog e me divirto muito com ele, mas hoje o seu post me fez chorar de rir. Muito bom mesmo!

Obrigada pelo momento de lazer no meu dia de trabalho.
BJs

Debora

Branda said...

Guimba, guimba, aquela época de jogar na quadra de cimento lixa ao meio dia com Top Tennis Adidas com o branco da sola aparecendo, já era. Vc agora é homem-pé-de-franga-mundo-corporativo-meia fina.
Tapete persa é que nem vinho caro, tem que ter alguem falando que são xxx fios por mm quadrado, que o desenho é de não sei que região, que é tecido por senhoras cegas, pois senão, parece realmente aqueles de bordel de quinta.
Uh! BARRACUDA!

Dany said...

se a areia ainda tivesse ovos e bacon como na chapa vc ainda podia usufruir de alguma coisa...rs

Anonymous said...

Bichola...

Fernando

CASP said...

Gui,

Nós aqui na terrinha sofrendo com um lula só e vc me diz que em seu mergulho viu alguns(penso que os machos são chamados assim).

Qdo vc for referir-se a esse molusco(?) novamente chame-o,ainda que erroneamente de po(l)vo.

Abraços,

Mestre

Dri Sálvia said...

meeeeu, eu daria qualquer coisa para ter visto essa cena!!!! hahahaha
Gui, ñão consegui falar contigo no seu niver... muitas felicidades e tudo de melhor para você!
Beijos
Dri

Anonymous said...

Hi! Just want to say what a nice site. Bye, see you soon.
»

Anonymous said...

Looks nice! Awesome content. Good job guys.
»