Friday, August 03, 2007

Lição de casa.

No último domingo dei uma comida de rabo histórica em todo o departamento de criação.

Tínhamos um projeto fantástico, com toda a liberdade do mundo para fazer algo único, revolucionário, instigante, divertido e surpreendente. O prazo era quase irreal para uma agência de propaganda: um mês inteiro.

A única coisa obrigatória: o projeto tinha que ser produzido. No caso deveria ser um comercial para internet filmado com uma câmera digital.

Finalmente chega o dia em que eles iriam apresentar as idéias para mim.

45 pessoas tiveram a chance de apresentar alguma coisa.

Nada.

Nada que prestasse. Desapontamento profundo.

É aí que chegamos ao tema deste post. Ser adulto.

No dia da apresentação vi as pessoas sentando desesperadas para criar alguma coisa que pudesse ser apresentada. Como crianças que esqueceram a lição de casa e que tentam fazer tudo nos poucos minutos que restam antes da professora entrar na sala.

Eu já estive na mesma situação. Mas do outro lado. E não só como aluno numa classe de aula, mas também como profissional, terminando uma campanha 5 minutos antes da apresentação.

Infantil.

A diferença agora é que esperam que você seja o adulto. Você é que tem que ser o Superego para aquele bando de Ids.

Essa transição não ocorre sem sofrimento.

Ei, por dentro eu ainda me sinto aquele mesmo moleque que esquecia a lição de casa porque ficou jogando futebol - mal - na tarde anterior.

Mas você agora é o cara. Você é o professor, pai, chefe, o adulto.

É você que premia e pune.

E é esperado que você puna as crianças fizeram algo errado - mesmo que estas crianças em questão tenham apenas alguns anos menos que você.

E é por isso que eu estava lá comendo o rabo de mais de 30 criativos.

E ninguém deu um pio.

Porque eu sou o adulto.

Mesmo que por dentro ainda me sinta como o moleque que vivia esquecendo a lição de casa.

5 comments:

mauro said...

só uma pergunta: você pelo menos se lembrou de deixar o pirulito na gaveta?

Rafael Rizuto | Art Director said...

Opa Gulherme, meu nome é Rafael, sou Diretor de Arte aqui no Bahrain, mandei um email pra você. Não sei se recebeu, de qualquer forma vai meu contato denovo. rafaelrizuto@gmail.com, abs.

mô gribel said...

Passei querendo ler mais...
Viu, nunca fica realmente às moscas!

MARIA FERNANDA said...

Oi Gui, tudo bem? Eu sou a Fernanda esposa do Lele da TBWA lembra?! Gui vc plantou uma sementinha na cabeça do Lê de irmos para Dubai, imagina só, ele já esta no inglês. Estamos super empolgados com essa idéia, aliás, estamos decididos a ir embora do Brasil, ou vamos ao seu encontro ou pra onde o vento nos levar. O Lê vai pro Canadá em janeiro por três meses fazer um intensivo de inglês, depois disso é vc quem vai nos dizer se vamos ao seu encontro ou não. O Lê já mandou vários e-mails pra vc, mas não teve resposta, eu estou mandando os telefones dele de contato, pois acho que esse é um assunto pra se falar por telefone já que não dá pessoalmente srssrsrsrsr responda assim que puder, estamos ansiosos para resolver essa situação. Seguem os números 72017573 cel./58931896 res./30380523 com. Ou por e-mail ok. Beijos pra vc, e pras suas gatas.
Espero que vc não demore pra ler essa mensagem tanto quanto vc demora a escrever em seu blog, aliás, seu blog já virou meu livro de cabeceira, suas historias são maravilhosas! bjos

[dea] said...

adoro suas histórias de além mar.