Wednesday, July 12, 2006

Fuga das Estrelas.

Lembro que quando era moleque lá no Rio um dos meus maiores orgulhos era que eu ia e voltava do colégio sozinho.
Era um outro Rio de Janeiro, mas ainda assim era uma aventura.
Tinha 8 aninhos e lá ia eu pegar o ônibus que me deixava pertinho da escola. O cobrador queria me deixar passar sem pagar mas eu, orgulhoso de me sentir gente grande, fazia questão de pagar como todo mundo.
Minha irmã ia com uma mulher que dirigia uma caravan.
Eu voltava a pé, o que demorava um pouco - uma meia hora mais ou menos.
O problema acontecia nas quintas-feiras.
Quinta era o dia de Fuga das Estrelas. Era um seriado obscuro baseado num filme meia-boca do começo dos anos 70.
O herói era um tal de Logan. Ele era um policial numa cidade futurista que era construída dentro de um domo.
Deixa eu explicar...tudo aconteceu depois de uma guerra atômica. Os sobreviventes construiram a cidade para se abrigar do mundo desolado e radioativo que ficou lá fora.
O problema é que o espaço e os recursos para manter a cidade eram escassos. E como os governantes resolveram este problema?
A solução foi limitar a duração da vida de todos os habitantes a 30 anos.
Todo mundo tinha um cristalzinho na mão que indicava a idade - quando ele mudava de cor, tchau e benção.
Mais ou menos como o Peru da Sadia.
Aí todos iam alegremente para um auditório gigantesco onde eram todos reprocessados (desintegrados), com o resto da população curtindo alegremente o show.
Mas obviamente tinha um movimento de resistência que não acreditava nisto tudo e queria fugir do lugar.
Como uma das tarefas dos policiais era de garantir que todos fossem reprocessados no seu devido tempo.
Aí você já viu...policial persegue uma integrante da resistência gatinha, se apaixona e os dois fogem da cidade - e são perseguidos pelos outros policiais malvadões.
Tudo que eu gostava no mesmo pacote: ficção científica pós-apocalíptica, robôs, ruínas e uma mocinha gatinha.
Eu saía da escola às 5 e o seriado começava 5 e meia - eu tinha que andar rápido senão perdia o começo. E eu andava.
Amanhã o meu prazo de validade para "Fuga das Estrelas" vai estar expirado há 6 anos.
E eu me lembrei disso porque estar em Dubai é como fazer parte do seriado.
Não há velhos em Dubai. Eles não estão nas ruas, nos shoppings...
Será que quando todos chegamos numa certa idade somos reprocessandos em transformados em comida de camelo ou areia?
Eu fiquei quebrando a cabeça para entender esta equação. Como não vi ninguém sendo reprocessado e a quantidade de areia não tem aumentado (é impossível ter mais) deve ter uma explicação razoável.
Bom, como todos os meus leitores assíduos sabem - e todo mundo que me encontrou teve que ouvir umas 5 vezes pelo menos quando eu estive no Brasil - só 20% da população de Dubai é local.
Agora imagina que só 10% deles é da melhor idade. Num lugar onde só tem pouco mais de um milhão de pessoas estamos falando de uns 20 mil velhinhos, muito pouco.
O resto da população é composta de expatriados. Muitos indianos, todos jovens e dispostos a tudo para fazer um dinheirinho e mandar para casa. A maioria trabalhando em construção civil sob temperaturas de até 50 graus.
Solteiros de todas as nacionalidades trabalhando em companhias locais, internacionais, restaurantes, hotéis...
E como é quase impossível conseguir cidadania as pessoas não têm ligação emocional com Dubai, elas vêm e vão com muita facilidade - não dá tempo para envelhecer aqui.
Por isso os jovens estão por todos os lados.
E os velhos não estão em lugar nenhum.
Mas pode ser que eu esteja errado.
Se eu estiver, meu prazo de validade passou há 6 anos...
De qualquer maneira, vou ficar esperto.

5 comments:

Branda said...

Olha, agora vale inventar qualquer coisa, até um seriado que nunca existiu (a menos que seja local do RJ), só para lembrar do aniversário...
Da próxima vez conte uma história sobre o dia mundial do Rock.
Feliz aniversário, meu irmão...
Seu presente vc já viu.
Beijos em todos

Anonymous said...

Gui,
Legal!
Vc só se esqueceu de falar que os raros velhos que são vistos,tratam-se de pais de expatriados que vão matar as saudades e voltam pra casa sem dar tempo de se fixarem no contexto.
Bjs
Iris( já excluida...)

Anonymous said...

I really enjoyed looking at your site, I found it very helpful indeed, keep up the good work.
»

Anonymous said...

I really enjoyed looking at your site, I found it very helpful indeed, keep up the good work.
»

Anonymous said...

oi Branda!!Equivoco seu. Existiu sim. O nome original do seriado era Logan´s Run e passava na rede bandeirantes. Qualquer coisa vai lá no you tube e dá uma conferida...
beijos pra vc e um enorme abraço pro Gui.
ctba27bq@hotmail.com